Arquivos Mensais: Fevereiro 2012

ANTÓNIO TELMO E A KABBALAH: O COLÓQUIO EM IMAGENS

Cerca de meia centena de pessoas encheu a Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Sesimbra na tarde do passado sábado, dia 25, e durante três horas não arredou pé. O colóquio António Telmo e a Kabbalah foi um grande sucesso, na semana … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

UM POEMA INÉDITO DE ANTÓNIO CÂNDIDO FRANCO

Na morte de António Telmo À esquina o nome do lugar. Na porta a declaração de óbito e uma fotografia a preto e branco. Um homem de óculos de ar impenetrável e amplo. Na capela uma caixa de pinho embrulhada … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

COLÓQUIO “ANTONIO TELMO E A KABBALAH”

Estudar e perspectivar o legado de António Telmo a partir das marcas que a kabbalah, sob diversas formas, imprimiu na sua obra é o grande propósito desta iniciativa do Círculo António Telmo, que se realiza no próximo dia 25, sábado, na … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

O LEGADO DE ANTÓNIO TELMO NO PRÓXIMO NÚMERO DA NOVA ÁGUIA

Subordinado ao tema: Nos 100 anos da Renascença Portuguesa: Como será Portugal daqui a 100 anos?, o  próximo número  da NOVA ÁGUIA – que é já o nono – está prestes a ser lançado.  As duas primeiras sessões de apresentação estão marcadas para a … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

ANTÓNIO TELMO NO BOLETIM LUSOPHIA

Entrevista de António Telmo ao boletim Lusophia. Para ler aqui.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

INSTANTÂNEOS, 1

António Telmo com Pedro Sinde, em 24 de Novembro de 2007, na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Sesimbra, na sessão de lançamento de Contos Secretos (Tartaruga, 2007), da autoria do primeiro. Esta sessão antecedeu a realização do colóquio A … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

UM POEMA INÉDITO DE AVELINO DE SOUSA

António Telmo Seguiu sempre a sua estrela, entrou na roda e no jogo, da liga de Hermes adepto, filósofo pelo fogo.   Leu a pedra dos Jerónimos, esse imenso livro mudo e desde Granada à Ilha dos Amores fez seu … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário