Arquivos Mensais: Dezembro 2012

UM POEMA INÉDITO DE EDUARDO AROSO

  Natal incluso nos Painéis de Nuno Gonçalves   A corda inteira da volta cíclica No chão de quem a cisma e vai olhando, É também a palavra mítica Vinda do que é selado e santo. Nosso é o mastro … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

[DOIS POEMAS QUE TALVEZ SEJAM DE NATAL]

                                    As luzes não deixam ver os outros astros. Sabemos hoje que as estrelas nunca existiram. E, todavia, vivem. São refúgios de madeira … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

PRÉ-PUBLICAÇÃO: UM NOVO LIVRO DE ANTÓNIO CÂNDIDO FRANCO

“Um passo gnóstico de André Breton” dá o título ao excerto de um novo livro de António Cândido Franco, “Notas para a Compreensão do Surrealismo em Portugal”,  a publicar proximamente. Corresponde precisamente a um dos capítulos da obra. Aqui o damos aos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

UM ARTIGO DE CARLOS AURÉLIO: A LIBERTAÇÃO DO SANGUE

“Em certa noite antiga de estio, ao ponderar em roda de amigos um exemplo de analogia, caiu-me no espírito como estrela cadente a intuição de que o toureiro apeado é um dos termos análogos da relação sexual. Dito assim: o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

TEORIA DO ENCOBERTO, 1

Esotérico e exotérico Esotérico é relativo a exotérico. Não são opostos, como vulgarmente se entende. Estão assim como o interior em relação ao exterior, pois só há exterior por haver interior e só há interior por haver exterior. Exterior não é, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

NO PRÓXIMO DOMINGO, NA CASA DO FAUNO, EM SINTRA…

…tem lugar, com início pelas 15:00, a sessão de encerramento das Congeminações 2012 -II Ciclo de Estudos em Homenagem a António Telmo, subordinado ao tema O Legado da Renascença Portuguesa: livros e autores. O programa é o seguinte: – Lançamento … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário